EuroTopTen Portugal

            
 

Automóveis eléctricos e híbridos pouco representativos


Um questionário online realizado pela Quercus, entre Setembro e Novembro de 2016, revelou que apenas 1,5% dos veículos declarados pelos participantes são híbridos ou eléctricos. O automóvel a gasóleo é combustível predominante, numa amostra que indicou possuir em média 1,5 carros por pessoa. (Fevereiro 2017)

De entre as várias conclusões deste questionário destacam-se também o meio de transporte utilizado nas deslocações pendulares (casa/trabalho/casa), em que mais de 1/3 dos participantes declarou usar exclusivamente o automóvel (maioria) ou afirmou partilhá-lo. Somente 1/4 utiliza apenas os transportes colectivos.

As falhas mais frequentes apontadas pelos utilizadores dos transportes colectivos são os atrasos/anomalias, a deterioração dos veículos/infraestruturas e a supressão de carreiras/horários, enquanto os que privilegiam o automóvel destacam a escarça abrangência geográfica, o preço elevado e a falta de interfaces/articulação e informação sobre carreiras/horários.

No total 44% dos participantes revelou-se "muito preocupado" com a manipulação de emissões dos automóveis, seguindo o assunto com atenção. O incumprimento da legislação é atribuído ao poder do lobby industrial por quem se desloca de automóvel enquanto os participantes que utilizam os transportes colectivos apontam o dedo à falta de regulamentação e fiscalização no sector.

O ordenamento urbano é a medida mais valorizada numa perspectiva da melhoria da qualidade do ar, mas também a criação de corredores BUS e o agravamento da carga fiscal.

Também a elevada significância do impacte da escolha do meio de transporte na saúde foi unânime, porém, quem se desloca só de automóvel destaca principalmente o impacte ao nível da qualidade de vida e quem viaja de transportes colectivos dá ênfase ao impacte sobre o ambiente local - cidade.

Este questionário voluntário e anónimo, que registou 136 respostas, teve como objectivo perceber o grau de sensibilização e conhecimento dos cidadãos relativamente ao tema da mobilidade urbana e decorreu entre Setembro e Novembro de 2016. No total 60% dos participantes é sexo masculino; a faixa etária dominante fica entre os 31 e os 50 anos (60%) e no que respeita à formação académica, quase 80% tem formação superior.

Mais informações aqui.

Notícias

O Topten encontra-se entre os finalistas do prémio "EU Sustainable Energy Award 2017". O seu voto é fundamental! Dê o seu precioso contributo no site da EUSEW (Semana Europeia da Energia Sustentável). (Junho 2017)







O consórcio Topten preparou novamente um estudo sobre a evolução do mercado dos frigoríficos e combinados, máquinas de lavar roupa e secadores de roupa. A análise é baseada em dados de vendas ocorridas durante o período 2004-2015, na UE-21. (Abril 2017)


Para ajudar os consumidores na sua tomada de decisão antes da compra, as etiquetas energéticas vão voltar à escala A - G, e será criada uma base de dados pública que permitirá a comparação da eficiência energética dos aparelhos (Março 2017).




Os vencedores da competição de produtos ProCold foram hoje divulgados na feira EuroShop a decorrer em Düsseldorf (Alemanha).

Os modelos mais eficientes de cinco categorias diferentes receberam a distinção "ProCold Winner 2017". (Março 2017)








Um questionário online realizado pela Quercus, entre Setembro e Novembro de 2016, revelou que apenas 1,5% dos veículos declarados pelos participantes são híbridos ou eléctricos. O automóvel a gasóleo é combustível predominante, numa amostra que indicou possuir em média 1,5 carros por pessoa. (Fevereiro 2017)

O projecto ProCold já inclui modelos produzidos por um fabricante nacional, nas suas listagens de aparelhos de refrigeração comercial e profissional, que reconhece os aparelhos energeticamente mais eficientes e que usam fluidos refrigerantes com menor impacte climático. (Fevereiro 2017)






Campanha Topten.pt

Os líderes em Eficiência Energética